Com cada vez mais eventos de ciclismo a acontecer ao longo do ano, seja em que vertente for (e é de louvar), a verdade é que cada vez mais pessoas começam a ganhar o vício do ciclismo após os 30 e até alguns após os 40 anos.

Ao mesmo tempo, vamos observando cada vez mais, que muitos ciclistas Master acabam ficar na frente de alguns com idade de elites, nas diversas provas que vamos verificando. Então nas provas longas e maratonas, isso é muito frequente.

Daí que surge aquela dúvida: Será que a idade é um fator que ajuda a ganhar mais resistência? Porque será que cada vez mais vemos ciclistas mais velhos deixar os mais novos pregados?

Se tens curiosidade, não podes perder este vídeo:

 [Vídeo] Mito ou Verdade: Ciclistas melhoram a resistência com a idade?

Como explico no vídeo, e resumindo um pouco, o mais importante para uma boa condição aeróbia ao longa da idade, é o nº de horas acumuladas ao longo dos anos. Uma vez que o VO2 máximo vai diminuindo com a idade, a resistência aeróbia por sua vez tem uma maior tolerância à diminuição da performance, uma vez que ela é gerada pela via oxidativa.

Contudo, é sempre importante referir que idade por si só não define a resistência de um atleta. O seu histórico de treino, e sobretudo a motivação que o mantém com vontade de trabalhar o seu corpo é que vão determinar a sua capacidade aeróbia. Por esse motivo é que muitas vezes vemos os atletas a fugirem das provas curtas e irem para as distâncias mais longas com a idade.

Isto porque as suas performances neste tipo de provas depende menos do VO2 Máximo, e mais da componente aeróbia. 🙂

Espero que este vídeo te tenha ajudado a quebrar alguns mitos sobre este tema. Certamente traremos outros temas semelhantes para a discussão futura.

Aproveito para vos dizer que estamos em campanha até ao final do mês de Abril, com 26% de desconto em todas as Masterclasses.

Um abraço e continuação de bons treinos 🙂